Quem usa o Web Analytics para encontrar oportunidades de otimizações já deve ter percebido a palavra-chave “(not provided)” entre as que trazem mais tráfego via Google

Nos últimos dias o mercado digital repercutiu bastante o fato de que muitos sites tiveram um aumento considerável nesse tipo de visita por causa de uma mudança do Google, que gradativamente está fazendo todos os termos vindos de busca orgânica aparecerem como (not provided). A tendência é que logo esse tipo de tráfego represente 100% das buscas orgânicas.

A aparição desse termo no painel costuma prejudicar bastante as análises, uma vez que impossibilita a identificação de quais são as reais palavras que trazem aquele tráfego e, principalmente, o comportamento (conversões, páginas visitadas, tempo no site) dessas visitas.

Nesse post vamos listar soluções para lidar com o problema e não ter o seu negócio prejudicado com essa mudança.

Em outubro de 2011, o Google fez uma alteração em suas políticas e deixou de exibir a palavra-chave de origem de todos os usuários que estivesse logados em seus serviços (incluindo o Gmail e o Youtube).

O grande problema é que os serviços da empresa estão conquistando um volume cada vez mais impressionante de usuários e essa política vem causando um impacto muito grande nos relatórios.

Para ter uma noção desse impacto, veja o que aconteceu com a gente: em novembro de 2011, quando o problema surgiu, o (not provided) representava apenas 3,3% dos visitantes da Resultados Digitais vindos do Google. No último mês (entre 26/08 e 26/09), esse número já chegou a impressionantes 82%.

Ou seja, já podemos dizer que desconhecemos o que pesquisou a grande maioria dos usuários que chega até o nosso site via Google. E o futuro não é nada animador: previsões indicam que nos próximos meses 100% das palavras-chave da busca orgânica sejam exibidas dessa forma.

A implicação é que não conseguimos entender, por exemplo, qual palavra-chave é responsável por atrair mais tráfego, qual converte melhor os visitantes em Leads e o quanto os esforços para otimizar para uma palavra em específico têm sido recompensados com visitas e Leads.

Recomendamos 5 tipos de ações que podem ajudar muito a driblar a falta de informações causada pelo (not provided):

Já havíamos indicado anteriormente que acompanhar um ranking de palavras-chave é essencial para escolher melhor onde investir e monitorar os resultados atuais.

Ranking de palavra-chave mostra as que mais geram mais tráfego e conversões

Conhecer as palavras bem posicionadas ajuda muito a saber quais os termos que provavelmente geram mais tráfego e conversões, principalmente quando cruzamos essas informações com as do tópico que falaremos a seguir.

É possível analisar no Google Analytics, dentre as visitas vindas do (not provided), quais são as páginas pelas quais os visitantes chegaram.

Páginas de destino mais acessadas Consultor SEO Portugal SEO ZUKA

Gostou do artigo? Ficou com dúvidas? Deixe seu comentário!